Agronegócios
19/11/2021 08:52

Biocombustíveis/EUA: epa quer estender prazo para que refinarias cumpram exigências de mistura


São Paulo, 19/11/2021 - A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês) propôs ontem (18) uma extensão dos prazos para que refinarias de petróleo do país cumpram as exigências de mistura de biocombustíveis referentes aos anos de 2019, 2020 e 2021.

A EPA já tinha prorrogado anteriormente o prazo para que pequenas refinarias cumprissem as exigências referentes a 2019, de 31 de março de 2020 para 30 de novembro de 2021. Para o ano de 2020, a agência também já tinha estendido o prazo para todas as refinarias, de 31 de março de 2021 para 31 de janeiro de 2022.

Segundo a EPA, a proposta vai ajudar a garantir que as refinarias estejam posicionadas para cumprir integralmente suas obrigações. Há grande expectativa no mercado em relação aos volumes obrigatórios para 2021 e 2022, que ainda não foram publicados pela agência.

A Associação de Combustíveis Renováveis (RFA), que representa o setor de etanol dos EUA, criticou a proposta. "Já passou da hora de as refinarias demonstrarem conformidade com suas obrigações de volume renovável de 2019 e 2020. Não há nenhuma boa razão para a EPA protelar a questão novamente, o que apenas adiciona incerteza e instabilidade ao mercado", disse em comunicado o presidente da RFA, Geoff Cooper. "Esperávamos que as coisas fossem diferentes neste governo, mas a EPA continua perdendo seus prazos e criando confusão no mercado."

Nos últimos anos, várias refinarias vêm recorrendo diretamente à EPA para serem desobrigadas de cumprir exigências de mistura de biocombustíveis, alegando que isso causa dificuldades financeiras.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: