Agronegócios
09/05/2023 14:06

Deral: Paraná encerra colheita de soja; de milho 1ª safra, avança para 93%


São Paulo, 09/05/2023 - A colheita de soja da safra 2022/23 no Paraná atingiu 100% na semana encerrada ontem (8), em comparação com 99% da área plantada no Estado na semana anterior, segundo boletim semanal do Departamento de Economia Rural (Deral), vinculado à Secretaria de Agricultura estadual, divulgado hoje. Os trabalhos no campo terminaram com as seguintes condições das lavouras 85% das plantações estavam em situação considerada boa, ante 84% na semana anterior, e aquelas em condição média correspondem a 15% do total, ante 16% há 7 dias.

O Deral também reportou que a colheita de milho (primeira safra, ou de verão) avançou 3 pontos porcentuais na semana e atingiu 93% da área cultivada no Estado, ante 90% na semana anterior. Entre as plantações, 83% estão em boas condições (mesmo índice na semana anterior) e 17% em situação média (igual resultado há 7 dias). Conforme o Deral, 100% das lavouras de milho verão estão em fase de maturação.

Em relação à segunda safra de milho, cujo plantio já foi concluído, as condições mantiveram-se inalteradas em relação à semana anterior: 92% em boas condições; 8% em médias condições. As fases das lavouras são as seguintes: 45% ds plantações estão em desenvolvimento vegetativo (63% na semana anterior); 38% em floração (26% há 7 dias); e 17% em frutificação (11% na semana anterior).

Quanto ao trigo, o Deral informou que o plantio no Estado progrediu 11 pontos porcentuais entre as duas semanas a atingiu ontem 39% da área projetada para o Paraná ante 28%, sete dias antes. As condições das lavouras são as seguintes: boas, 99% das plantações (ante 100% no levantamento anterior). As plantações estão nas seguintes fases: 40% em germinação (59% na semana anterior) e 60% em desenvolvimento vegetativo (41% há sete dias).
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso