Agronegócios
29/06/2018 16:27

Milho/AgRural: colheita da safrinha no Centro-Sul alcança 9,5% da área, ante 16,2% há um ano


São Paulo, 29/06/2018 - A colheita de milho segunda safra 2017/18 no Centro-Sul do Brasil atingia ontem (28) 9,5% da área plantada, segundo a AgRural. Trata-se de um avanço de 4,4 pontos porcentuais ante a semana anterior, favorecido pelos trabalhos em Mato Grosso, onde o cereal foi retirado de 20,4% da área semeada. Em igual período do ano passado, a colheita na região atingia 16,2% da área cultivada. A média dos últimos cinco anos para esta época é de 13,3%.

Para a AgRural, o atraso se deve à demora do plantio no início do ano. Além disso, "temperaturas noturnas mais amenas também têm dificultado a perda de umidade mesmo nas áreas onde não tem chovido". No Paraná, chuvas registradas nesta semana também dificultaram o avanço das máquinas", disse a AgRural em nota.

A consultoria ressalta que em Mato Grosso produtores não têm pressa de colher em razão da dificuldade de armazenar e negociar o milho novo. "Eles estão esperando o cereal perder umidade para entrar com as colheitadeiras", disse. No Estado, mesmo com o avanço da última semana, há atraso nos trabalhos em relação a igual período do ano passado (31,7% da área colhida) e à média de cinco anos (22,4%).

Em Goiás, a colheita foi feita em 2,8% da área semeada, contra 16% no ano passado. "As temperaturas mais baixas durante a noite têm dificultado a perda de umidade em algumas lavouras", explica a consultoria. Em Mato Grosso do Sul, a retirada do milho chega a 0,5% das plantações (ante 2,5% há um ano), limitada às áreas ao norte da capital Campo Grande.

No Paraná, a colheita segue em ritmo lento e chega a 0,8% da área plantada no Estado, com as chuvas frequentes dos últimos dias dificultando a perda de umidade. Há um ano, a colheita havia sido realizada em 3,8% das lavouras. Em Minas Gerais, 2% da área foi colhida, bem abaixo dos 12,7% apurados em igual época de 2017. Em São Paulo, a colheita teve início somente na região sul; 0,9% das plantações do Estado foram colhidas, ante 0,4% há um ano.

Produção A AgRural divulga no próximo dia 9 de julho nova estimativa de produção para a segunda safra de milho do Brasil no ciclo 2017/18. No fim de maio, a consultoria cortou sua projeção para 57 milhões de toneladas, ante 67,4 milhões de toneladas da safra 2016/17. O corte se justificou pela diminuição de 5,3% da área plantada e por perdas de produtividade causadas pela irregularidade das chuvas, especialmente no Paraná e em Mato Grosso do Sul. (Clarice Couto - clarice.couto@estadao.com)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos