Economia & Mercados
27/11/2018 17:54

Nestlé e Vigor aderem a programa de reciclagem lançado por Coca-Cola e Ambev


São Paulo, 27/11/2018 - Uma plataforma de reciclagem criada a partir da aliança de duas gigantes do setor de bebidas, Ambev e Coca-Cola, recebeu a adesão de outras duas grandes empresas do setor de consumo, a Nestlé e a Vigor. Batizada de "Reciclar para o Brasil", a iniciativa une parte do orçamento das empresas dedicado a iniciativas de sustentabilidade com o objetivo de fomentar cooperativas de catadores.

As novas adesões vão aumentar em 25% o investimento no programa, que passa a atender 160 cooperativas ante as 110 que eram atendidas no início do projeto, há um ano. Segundo a gerente de Sustentabilidade da Coca-Cola Brasil, Thais Vojvodic, há ainda outras empresas que devem aderir no próximo ano.

"As empresas mantém o orçamento, mas, como a gestão do programa é unificada, há uma diluição desses gastos com gestão, o que faz com que o aporte para as cooperativas aumente", diz Vojvodic.

O programa faz parte da estratégia do setor empresarial no cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Um dos principais desafios para aumentar a participação de embalagens recicladas nas indústrias é aumentar a capacidade que as cooperativas têm de processar material e atender a demanda das fabricantes.

Cooperativas em geral são organizações de pequeno porte e não tem capacidade de atender diretamente as indústrias: vendem os materiais a intermediários. Em razão disso, um dos objetivos do programa é investir no crescimento e melhora da gestão de forma a permitir que algumas cooperativas cheguem nesse estágio de poderem dispensar intermediários.

As cooperativas apoiadas, explica o gerente de Sustentabilidade da Ambev, Filipe Barolo, muitas vezes precisam de ajuda para se estruturar, algumas até mesmo precisavam ser formalizadas e passar a ter um registro de pessoa jurídica. O levantamento do primeiro ano do programa identificou que 68% das cooperativas melhoraram de patamar, saindo de níveis mais básicos e passando a estar melhor estruturadas do ponto de vista de gestão.

A Nestlé diz ter encontrado vantagens no modelo coletivo de desenvolvimento das cooperativas, conforme afirma a gerente de Sustentabilidade Cristiani Vieira. Quando lançaram o programa há um ano, Coca-Cola e Ambev consideravam que a iniciativa poderia contribuir para aumentar o porcentual de reciclagem de garrafas PET, uma cadeia importante para ambas. A gerente da Nestlé menciona que plásticos flexíveis de forma geral compõem uma cadeia que precisa de atenção mais forte. A companhia tem esforços para desenvolvimento da reciclagem das cápsulas de bebidas, comenta. (Dayanne Sousa - dayanne.sousa@estadao.com)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos