Política
04/08/2022 14:37

Pacheco: Senado não tem irresponsabilidade fiscal de dizer que teto de gastos é inútil


Por Matheus de Souza, Iander Porcella

São Paulo e Brasília, 04/08/2022 - Um dia após o ministro da Economia, Paulo Guedes, admitir que o teto de gastos foi violado “por questão emergencial da pandemia”, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse que a Casa não tem a “irresponsabilidade fiscal” de dizer que o limite é “inútil”, mas ressaltou que as flexibilizações feitas até agora resultaram de questões de emergência.

Tanto Pacheco quanto Guedes participaram do Expert, evento promovido pela XP. Para o presidente do Senado, o teto de gastos pode ser flexibilizado "em situações excepcionais", mas a intenção é sempre manter uma regra que limite despesa pública.

De acordo com Pacheco, qualquer medida que o Congresso venha a tomar no segundo semestre, entre o resultado da eleição e a posse, em janeiro, devem ser acertadas com o presidente eleito. O Congresso, na visão dele, não pode tomar decisões unilateralmente.

Contato: matheus.silva@estadao.com; iander.porcella@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: