PR Newswire Economia
10/02/2022 15:50

Mesmo com IPCA de janeiro abaixo das previsões, inflação acumulada em 12 meses volta a subir


Mesmo com IPCA de janeiro abaixo das previsões, inflação acumulada em 12 meses volta a subir

PR Newswire


SÃO PAULO, 10 de fevereiro de 2022 /PRNewswire/ -- De acordo com a divulgação feita pelo IBGE, o IPCA variou +0,54% no mês de janeiro. Apesar do índice ter demarcado desaceleração em relação ao IPCA de dezembro de 2021 (+0,73%), não foi o suficiente para reduzir a alta trajetória que o índice acumulado em 12 meses tomou no primeiro mês de 2021.


Como referido, tal resultado fez com que o índice acumulado em doze meses permanecesse na casa dos dois dígitos, atingido a variação de 10,38% neste último mês de inflação divulgada (janeiro), mantendo uma distância considerável do teto da meta de inflação que, inclusive foi por mais um ano, reduzida de 3,75% em 2021 para 3,50% neste ano.


IPCA: resultado acumulado nos últimos 12 meses (IBGE)



Fonte: IBGE. Elaboração Lafis.


Ao analisar os resultados específicos para o mês de janeiro, pode-se constatar que oito dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados tiveram alta no mês.


A maior variação veio de Alimentação e bebidas (0.23 pontos percentuais). Neste, a alimentação no domicílio passou de alta de 0,79% em dezembro para 1,44% em janeiro. Os principais destaques foram as frutas (3,40%) e as carnes (1,32%), embora tenham registrado altas menos intensas em relação ao mês anterior (8,60% e 1,38%, respectivamente). Além disso, o preço do café moído (4,75%) subiu pelo 11º mês consecutivo, acumulando alta de 56,87% nos últimos 12 meses.


Neste mês, o grupo Despesas Pessoais ganhou destaque, passando a ser o segundo grupo com mais influência no IPCA Geral, destacando que itens como mensalidades de recreação, pacotes turísticos e outros serviços oferecidos ao consumidor observaram um contexto de possibilidade de elevação de seus preços, na tentativa de recompor as margens perdidas pela trajetória crescente inflacionária de 2021.


Projeção: Mesmo com uma aceleração do IPCA acumulado em 12 meses (que passou de 10,06% em dezembro para 10,38% neste mês de janeiro), a Lafis projeta que a trajetória inflacionária perca tração ao longo do ano de 2022, de forma que o índice apresente variação inferior à observada em 2021. No entanto, o cenário inflacionário projetado pela Lafis para 2022 (+5,02%) ainda contempla inflação acima do teto da meta (3,50%) em virtude da manutenção da crise hídrica e adoção da bandeira roxa e vermelha por quase todo ano, e retomada de elevação dos preços de serviços que até então estavam represados no período pandêmico.


Economista Responsável: Felipe Souza.


Economista Chefe. Mestre em Economia pela UNESP Araraquara. Iniciou as atividades na Lafis em 2010, onde é macroeconomista (ênfase em política monetária - inflação e juros), além de ser responsável pelo acompanhamento dos setores de transportes e indústria de base.


Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1744474/ipca.jpg


 


FONTE Lafis

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: