Agronegócios
09/04/2019 18:37

Tereza Cristina: Plano Safra deve privilegiar médio produtor se recursos ficarem engessados


São Paulo, 09/04/2019 - A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, mencionou que ainda não sabe qual o montante de recursos a serem ofertados no Plano Safra 2019/20, mas garantiu que o mais bem atendido deve ser o médio produtor. "A orientação que o Ministério da Agricultura deu ao grupo de trabalho do Plano Safra é de atender ao maior número possível de produtores", disse a ministra, em audiência pública na Comissão do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável na Câmara dos Deputados, em Brasília. "Se, entretanto, os recursos para o crédito ficarem muito engessados, os grandes produtores provavelmente não terão (os recursos) que tiveram na safra 2018/19", disse. "Temos de atender o médio produtor, que é muito desassistido", confirmou a ministra, avaliando que "o médio fica relegado a segundo plano porque não tem acesso a linhas de crédito como os grandes produtores têm, com dinheiro mais barato", disse. Sobre os pequenos produtores, a ministra disse que, embora eles sejam "muito bem assistidos" por recursos, às vezes "não têm acesso".

O grupo de trabalho formado para elaborar o próximo Plano Agrícola e Pecuário 2019/20, que vigora a partir de 1º de julho deste ano até 30 de junho de 2020, conta com membros dos Ministérios da Agricultura, da Economia e do Banco Central. "Este grupo de trabalho está fazendo todos os ajustes possíveis para que se chegue a um valor do Plano Safra", continuou. Ela lembrou, ainda, que para o atual ciclo, que se encerra em 30 de junho deste ano, foram ofertados R$ 221 milhões, "mas efetivamente se utilizaram R$ 178 milhões".

"Isso é tudo o que eu posso afirmar do Plano Safra até o momento, mas espero que ele esteja pronto o mais rapidamente possível, porque a indefinição está trazendo muita insegurança para o produtor rural, principalmente em relação aos juros", continuou. "O produtor precisa de previsibilidade." (Tânia Rabello - tania.rabello@estadao.com)
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: