Agronegócios
19/02/2024 10:44

Proteína animal/USDA: exportações de carne suína dos EUA devem ultrapassar as de frango em 2028


São Paulo, 19/02/2024 - As exportações dos principais tipos de carne dos Estados Unidos devem crescer até 2033, projetou o Departamento de Agricultura do país (USDA) a longo prazo. Os embarques anuais de carne suína podem superar as exportações de frangos de corte em 2028, o que não acontece desde 1976, disse a agência em nota. O Departamento destacou que o avanço dos embarques de carne vermelha e produtos avícolas deve ocorrer em virtude do aumento da renda em outros países e do dólar ligeiramente em baixa em relação às moedas dos principais parceiros comerciais agrícolas.

Em relatório, o USDA estimou que as exportações de carne suína dos EUA devem crescer de 6,95 bilhões de libras (3,152 milhões de t) em 2024 para 9,34 bilhões de libras (4,24 milhões de t) até 2033, avanço de mais de 34%. Até 2026, espera-se que os embarques ultrapassem o recorde de 7,28 bilhões de libras (3,3 milhões de t) estabelecido em 2020. A agência destacou que as exportações suínas do país ultrapassaram os embarques bovinos em 2004, e devem superar os embarques de frango em 2028. O USDA ressaltou também que as exportações do produto devem cair na União Europeia, o que pode levar os EUA a superarem a UE como o maior exportador mundial de carne suína em 2025.

Em relação à carne de frango, o crescimento da renda global, o aumento da população e as tendências de urbanização em mercados emergentes são fatores que podem elevar as exportações dos EUA, disse o USDA. Com a produção aumentando, espera-se um crescimento constante nos embarques, projetados para atingir 8,07 bilhões de libras (3,66 milhões de t) em 2033. As exportações de frango devem subir de um recorde de 7,38 bilhões de libras (3,35 milhões de t) em 2024 para 7,45 bilhões de libras (3,38 milhões de t) no ano seguinte, e “continuar a alcançar recordes a cada ano do período de projeção, encerrando 8% mais altas em 2033”, segundo o Departamento.

Quanto às exportações de carne bovina, o USDA disse que, em 2024, elas devem atingir o nível mais baixo em oito anos, considerando que o ciclo da produção comercial dura em média 10 anos. Além disso, a projeção indicou que os embarques devem cair ainda mais em 2025, para 2,71 bilhões de libras (1,23 milhão de t), antes de iniciarem trajetória de alta até 2031. Contudo, as exportações dos EUA devem cair nos últimos dois anos da projeção.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Agro e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso