Releases
05/04/2019 17:59

Startup brasileira desenvolve solução inovadora visando reduzir o fechamento de Lojas Virtuais


São Paulo--(DINO - 05 abr, 2019) - Não precisamos ser grandes especialistas em economia para perceber que o mercado brasileiro de e-commerce é um caso à parte em termos de crescimento. Afinal, em um país que vive atualmente uma de suas piores crises de sua história, uma dura e amarga recessão econômica e que, segundo o IBGE, teve um crescimento de apenas 1,1% do seu PIB, o e-commerce nacional vai totalmente à contramão disso tudo e teve um crescimento real de 12% apenas no último ano, em 2018.

Entretanto, nem tudo é um "mar de rosas" e, embora esse crescimento vertiginoso aconteça ano após ano e não apresenta, até aqui, nenhum sinal de que isso vá mudar tão cedo, o que muitos não sabem ou não observam, é que cerca de 80% das lojas virtuais que são abertas no país, encerram suas operações num período de até 18 meses. E isso, claro, chama atenção pelo volume de negócios que não prosperaram e no quanto esse resultado negativo impacta na economia do país.

Dentre os motivos pelos quais essas lojas virtuais não conseguem transpor essa barreira inicial dos primeiros meses, estão sem dúvidas envolvidos velhos hábitos dos brasileiros como, por exemplo, não buscar ajuda de órgãos como o SEBRAE, falta de planejamento e visão de negócio de longo prazo. No entanto, há outros "calcanhares de aquiles" no qual sem dúvidas podemos elencar como os principais motivadores e insucesso de negócios virtuais, sendo eles:


1) Plano de Negócios mal elaborado:

Questões como definição de um Nicho, Fornecedores, Marketing Digital, Pessoal, etc., que devem ser pensadas desde o início, são em muitos casos negligenciadas pelo empreendedor, o que naturalmente causa distúrbios no curto prazo, já que o mesmo se depara com realidades que poderiam ter sido previstas e - melhor - esperadas.


2) Não Planejamento de Marketing Digital

Decisões planejadas de onde se alocar recursos para atração, conversão e manutenção de clientes, são frequentemente deixadas de lado e o que se vê, em muitos casos, são ações baseadas em achismo, modismo, a mídia ou "rede social da vez", sem uma análise de conhecimento profunda sobre o negócio deste lojista em questão. Cada negócio, cada loja virtual, requer um cuidado, uma atenção e um planejamento de marketing digital adequado a ela.



3) Má administração de seus negócios

Questões como Fluxo de Caixa, Contratação de Pessoal, relacionamento com Fornecedores, entre outros, pode-se tornar uma novidade desagradável na vida desses empreendedores, muitos deles especializados em funções estritamente técnicas. E muito por falta de preparação, este se torna um dos maiores motivos pelo qual muitos se perdem no caminho.


4) Falta de foco: menos pode ser mais

Ter uma operação "nichada", ou seja, que atua em nichos específicos (roupas plus size, sapatos de tamanho específico, cervejas artesanais, entre outros) deve ser levado em consideração para novos empreendedores, já que as chances de crescer seu negócio com uma menor concorrência, é consideravelmente maior, se comparado a gigantes como Americanas, Submarino, Amazon, entre outras "Lojas de Tudo".


5) Tocar o negócio sozinho

Talvez por dificuldade de delegar tarefas ou por não ter uma boa equipe estrutura, muitos empreendedores acabam por muitas vezes se desorientando em relação a seus objetivos e metas (isso quando há metas claras definidas). Buscar apoio aqui é fundamental. Seja de um amigo ou profissional com experiência na área, é fundamental ter uma visão clara do negócio, orientada a errar menos e aprender mais rápido.


Cada um dos pontos acima foi o motivador pelo qual a startup Singular One, desenvolveu uma solução que conecta Especialistas (profissionais com enorme experiência no ramo de e-commerce) a Lojas Virtuais. Por conhecer muito bem o mercado de e-commerce, a startup percebeu que muitas lojas enfrentam problemas em seu dia a dia os quais poderiam ser mais facilmente identificados e resolvidos, principalmente em áreas como Vendas, Logística, Marketplaces, Omnichannel, Compras, Marketing, etc.

A conexão entre o Especialista e a Loja Virtual é totalmente online, via vídeo conferência e há um acompanhamento semanal, quinzenal ou mensal, mediante assinatura, - a qual o lojista pode cancelar a qualquer momento -, onde o Especialista irá diagnosticar todos os problemas latentes da loja, criar (junto ao lojista) um cronograma de tarefas e, mês a mês, otimizar tais tarefas de modo a atingir os objetivos da loja virtual. O objetivo da startup é permitir que o lojista tenha orientação e apoio prático em todas as suas decisões.

Atualmente, a empresa tem gerado resultados positivos para seus clientes, como diz Larissa Green, Sócia-fundadora da empresa de artigos para bebês Gravidicas Store: "A parceria com a Singular One tem nos deixado muito felizes com os resultados atingidos. É um trabalho feito a 4 mãos e que, com o apoio de um Especialista, nossa jornada sem dúvidas passou a ser mais efetiva em termos de metas e objetivos a serem atingidos".

Com isso, a startup prevê expandir seu negócio e levar sua solução para milhares de Lojas Virtuais e, nas palavras de seu fundador: "Nosso maior intuito é evitar que lojas fechem suas portas antes de provarem todo seu potencial e acreditamos que isso irá gerar negócios mais produtivos e prósperos fazendo com que mercado de e-commerce brasileiro seja cada vez mais forte e com isso possa contribuir com a melhora da economia brasileira".


Website: https://singularone.me/

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos