Releases
02/08/2018 14:25

Web Designer: por que esta profissão vem chamando a atenção de todos


São Paulo, SP--(DINO - 02 ago, 2018) - A recuperação econômica do Brasil é lenta e gradual. Embora os especialistas já consigam perceber os sutis sinais de melhora e estejam otimistas com o futuro do país, alguns aspectos ainda são bastante problemáticos e afetam o cotidiano de milhões de brasileiros. A taxa de desemprego, por exemplo, é de 12,9% e atinge 13,4 milhões de trabalhadores, segundo o último levantamento divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Diante do quadro econômico instável e do cenário político que inspira pouca confiança à população, nota-se com bastante clareza que o mercado de trabalho tem se tornado um ambiente de competitividade maior a cada dia. Cursos e graduações são a forma que a maior parte dos brasileiros encontrou para buscar um diferencial em seu perfil profissional e conquistar uma vaga de emprego ou uma renda melhor.

As tendências do mercado apontam para a alta em áreas de atuação ligadas de alguma forma à tecnologia. A informatização crescente e a maneira como a tecnologia está cada vez mais inserida no cotidiano criou novas demandas em termos de mão de obra e qualificação profissional. Uma das profissões que desperta maior interesse principalmente entre os jovens e jovens adultos brasileiros é a de web designer.

O que é e o que faz um Web Designer?

Web Designer é uma área do conhecimento cuja principal característica é o planejamento, a criação e o desenvolvimento de interfaces em diversas plataformas digitais. O profissional dessa área geralmente está inserido em agências de publicidade e criação de conteúdo, produtoras audiovisuais e departamentos de comunicação e marketing de empresas dos mais variados setores.

De acordo com um levantamento realizado pela Associação de Designers Gráficos (ADG), 55% dos profissionais trabalham em empresas do setor, enquanto 30% estão inseridos em agências ou atuam em home office e 15% trabalham como autônomos. Essa perspectiva de trabalhar em casa ou atuar como freelancer é um dos principais atrativos para os novos web designers, justamente pela flexibilização da carga de trabalho e a ampliação das possibilidades de negócio para gerar ou complementar a renda pessoal.

Em um levantamento realizado pelo site Love Mondays, uma plataforma que reúne milhares de avaliações de funcionários e ex-funcionários de qualquer empresa, principalmente sobre seus rendimentos, o salário médio de um web designer é de R$ 2.983,00, podendo chegar a quase R$ 10 mil. Naturalmente, como em qualquer outra profissão, a variação salarial é determinada pelo nível de conhecimento do profissional, a região onde ele atua e as demandas que ele é capaz de atender.

Qual é o perfil de um Web Designer?

"Antes de escolher e investir nessa profissão, o aspirante precisa se autoavaliar para entender se o seu perfil profissional está de acordo com o que se espera de um web designer", afirma Felipe Portes de Souza, sócio da Escola Design (https://escoladesign.com.br), que oferece dezenas de cursos online de profissionalização em Web Design. A primeira característica, por motivos óbvios, é a aptidão para o uso das ferramentas de trabalho. Em seguida vem a criatividade, já que o dia a dia da profissão está diretamente relacionado à produção de conteúdo, onde cada detalhe faz muita diferença na hora de conquistar a atenção do público-alvo.

Também é fundamental que o web designer esteja atento às novidades e tendências do mercado. O design, de uma forma geral, está em constante transformação e o profissional precisa estar pronto para acompanhar esse ritmo, principalmente no sentido de conhecer e dominar os novos recursos e ferramentas que sempre surgirão. E, acima de todas essas características, o web designer precisa reconhecer o valor de uma boa formação profissional, ainda que não seja por meio de um curso superior.

Como se preparar para ser um web designer?

Diversas universidades públicas e privadas do país oferecem o curso de Design, em que o Web Design é uma das vertentes estudadas. O embasamento teórico e o peso nominal de uma graduação em nível superior podem abrir novas oportunidades de trabalho, porém, cursos mais práticos estão disponíveis e podem produzir resultados tão bons quanto - ou ainda melhores - em tempo mais reduzido.

A Escola Design, por exemplo, tem em sua grade de cursos online mais de vinte possibilidades de profissionalização, englobando desde os principais softwares utilizados no cotidiano de um web designer, como os programas do pacote Adobe, até cursos de Marketing Digital e de empreendedorismo para ajudar os alunos a se desenvolverem por completo. Todos os cursos são certificados com diplomas reconhecidos nacionalmente e a plataforma é 100% online, sem pressão, sem burocracia e com suporte especializado.

Para conhecer os cursos e os planos de assinatura, acesse https://escoladesign.com.br.


Website: https://escoladesign.com.br.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos