Releases
29/06/2018 09:24

Preço do leite pago ao produtor chega a 24% e sobe pelo 4º mês seguido


São Paulo--(DINO - 29 jun, 2018) - Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), em maio de 2018 o valor do leite pago pelas indústrias aumentou pela quarta vez no ano.

De acordo com a Cepea, a alta nos períodos de abril e maio foi de 8,4% em acúmulo desse ano, enquanto o valor teve aumento de 24,2%. Isso mostra que a média de maio foi a mais elevada desde junho de 2017, reduzido pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do mês de abril de 2018, aponta a entidade.

A Cepea ainda aponta que o aumento nos valores segue o intervalo entre uma safra e outra do setor de laticínios. A média de captação láctea sofreu queda de 1,46% entre os meses de abril e março, tendo como acúmulo 11,6% de redução em 2018.

Os preços do leite foram pesquisados em determinado supermercado da cidade de Piracicaba. Chegou-se à conclusão de que o valor mais em conta era do leite integral, que estava R$ 2,99, enquanto o desnatado está na média de R$ 3,99 e R$ 4,89.

A Indústria e as causas do aumento de preço em geral

O ano de 2017 não trouxe boas expectativas para o país. As indústrias passaram por momentos muito difíceis devido à crise econômica que assolou o Brasil de forma geral. Mesmo em processo de lentidão o setor vem se reerguendo.

A paralisação dos caminhoneiros impactou o setor industrial de laticínios e os campos, o que tornou menor a oferta de produtos lácteos e os preços ficaram mais altos, além do descarte do leite, que gerou um prejuízo considerável e levou à alta dos preços de tudo o que se consome.

O descarte da produção foi de 80%, levando a redução da oferta de leite. No período de 11 dias em que a manifestação se manteve, esses 80% da produtividade de leite seriam entregues às indústrias, portanto foi descartado ao campo por falta de transporte, o que corresponde a 100 milhões de litros, acarretando um prejuízo inicial de 120 a 130 milhões de reais somente na produção primária.

Até o momento, o que se sabe é que as indústrias do segmento estão trabalhando em prol de atender as solicitações que foram feitas antes da paralisação dos caminhoneiros. Quanto às novas negociações, essas ficaram mais caras devido aos danos causados pela atual situação, porém o reajuste irá depender do varejo e do consumidor final, de acordo com Celso Costa Moreira, diretor executivo do Sindicato das Indústrias de Laticínios do Estado de Minas Gerais.

O Magis Coleta é um sistema de coleta de leite que proporciona às indústrias de laticínios a automatização dos dados da coleta de leite de modo simples e rápido, permitindo a redução de gastos, possíveis fraudes e aumento de confiança no controle das informações que vão direto para o transportador in locus. Trata-se de um sistema de alta tecnologia e que dispensa métodos duvidosos que podem comprometer a produtividade de sua empresa.

A Magistech é uma empresa que trabalha com soluções tecnológicas, com destaque para o sistema de gestão ERP, capaz de suprir tudo aquilo que as indústrias do ramo precisam.


Website: http://www.magistech.com.br/

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos