Releases
21/11/2017 11:19

A inovação é um processo social que requer ambientes propícios para o desenvolvimento de ideias e projetos


PORTO ALEGRE/RS--(DINO - 21 nov, 2017) - A busca pela inovação e pelo bem-estar coletivo, a relevância do empreendedorismo e da sustentabilidade, a valorização da interação local das marcas, a necessidade de coesão social e de uma construção coletiva que faça sentido às rápidas mudanças de comportamento, tornam a transdisciplinaridade uma perspectiva interessante para a estratégia de comunicação das organizações.
Com o surgimento de novos comportamentos, impulsionados pela utilização de ferramentas que os avanços tecnológicos proporcionam, os cenários organizacionais são modificados com velocidade, fazendo com que o planejamento estratégico tenha que ser revisado com maior frequência, sob o risco da organização não alinhar suas estratégias, principalmente de comunicação, com as perspectivas do mercado onde estão inseridas.

Nesse contexto, principalmente quando se pensa na economia criativa, ambiente de inovação onde se desenvolvem a maioria das startups, o planejamento estratégico detém a mesma relevância do que nos modelos de negócios mais tradicionais. Ou, são ainda mais importantes, considerando que o desenvolvimento organizacional de longo prazo depende das ações do dia a dia, e que essas ações não precisam estar desconectadas do ambiente onde a organização está inserida, e que se modifica com velocidade.

Na gestão da comunicação, seja em ambientes tradicionais ou criativos, é preciso levar em consideração a complexidade dos aspectos sociais, culturais, econômicos e outras possibilidades, principalmente com relação ao indivíduo e a sua relação com os grupos. E, para inserção equilibrada e sustentável de novas abordagens teóricas nas práticas do dia a dia das organizações, faz-se necessário a criação de indicadores de monitoramento do comportamento individual e coletivo dentro desses ambientes.

Os ambientes de inovação divergem das empresas tradicionais, principalmente no que diz respeito à inserção local e social dessas organizações. Inovar é um processo social, que necessita de ambientes propícios para o desenvolvimento de ideias e projetos. E nesse contexto, para que haja inovação nos ambientes organizacionais precisa existir uma perspectiva de transformação social e sustentável, sendo necessário priorizar os elementos humanos para o desenvolvimento dos negócios empreendedores.

Conciliar interesses econômicos e objetivos estritamente financeiros, quando se planeja ações de comunicação empresarial, com as necessidades humanas, sociais, ambientais, locais e sustentáveis que são cada vez mais exigidas pela sociedade em que as organizações estão inseridas é, e tende a continuar sendo por um longo período, um paradoxo. Assim, os ambientes de inovação podem criar espaços de experimentação capazes de prover, para as organizações tradicionais, novas soluções para velhos problemas de comunicação.

Luciano Nunes Suminski - CONRERP RS/SC 2315
Diretor de Vendas e Marketing da Ciclo Reverso


Website: http://www.cicloreverso.com.br/

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: