Releases
17/10/2021 10:00

Estadão moderniza o jornal impresso, uma de suas principais plataformas de consumo de notícias


O novo Estadão impresso foi desenvolvido após profundas pesquisas com assinantes, anunciantes e leitores, nascendo para atender às expectativas do público do jornal

Brasil, outubro de 2021 - Após profundas pesquisas com assinantes, anunciantes e leitores, o Grupo Estado anuncia a modernização do jornal impresso para um formato mais contemporâneo e que atende às expectativas levantadas nestes estudos com o público em geral - o novo Estadão impresso. Foi um processo de desenvolvimento de produto feito com e para os leitores. O mais importante é a relação do leitor com o Estadão, e ouvindo os clientes, foi possível lançar no mercado um novo produto, que está mais fácil de manusear, mais confortável para ler, com novos cadernos, novas seções e muito mais conteúdos. E, junto com todas as novidades, será mantido tudo que eles mais gostam e valorizam na experiência atual: a qualidade editorial e jornalística, que gera impacto positivo na vida das pessoas e do País.

Acompanhando o movimento realizado em grandes veículos de comunicação da Europa e América Latina, como The Guardian, Corriere della Serra, El País, La Nación e El Comercio, entre outros, o novo formato é um marco na transformação do Estadão.

A renovação do Estadão com o "novo produto impresso é mais um passo no compromisso de ser a plataforma pessoal de informação da sociedade brasileira, seja nos meios digitais ou no impresso. Atualmente, o consumo de conteúdos e notícias acontece em todas as formas - nas redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter, TikTok, YouTube; pelo site; no APP Estadão; podcast; entre outros. Com isso, a marca está atenta às tendências de mercado e da sociedade para levar uma experiência mais aderente às necessidades dos clientes.

Para Francisco Mesquita, diretor-presidente do Grupo Estado, essa renovação fortalece o contínuo progresso do grupo, símbolo de sua trajetória. "É mais um movimento liderado pelo Estadão no mercado brasileiro, mantendo nosso compromisso de sempre inovar e buscar as melhores soluções para nossos clientes", completa o executivo.

NOVIDADES: Novos Cadernos, Seções e Conteúdos

As mudanças começam já na abertura do jornal, com a Coluna do Estadão agora na página 2. A seção Notas & Informações, com dois editoriais, será mantida na página 3. Dessa maneira, combinam-se bastidores do noticiário político e a Opinião do Estadão. O terceiro editorial passa a ser publicado junto ao noticiário.

De sexta a domingo, a nova seção A Fundo tratará de temas em profundidade, de qualquer área, em formato de grandes reportagens, perfis, entrevistas, infográficos e ensaios fotográficos.

Algumas matérias se tornarão mais analíticas e com abordagem detalhada, o que garantirá ao leitor mais profundidade, indo além das narrativas encontradas nas timelines dos canais digitais. Esses conteúdos serão identificados com destaque, com o selo Estadão Analisa.

O caderno E&N - Economia & Negócios, endereço de coberturas relevantes de macroeconomia, será igualmente reforçado na nova configuração e ganha as peças No seu bolso, com informações sobre os impactos do noticiário para a pessoa física, e Lições para você, com conteúdo útil para o aprimoramento profissional. Já o caderno Metrópole terá uma seção de saúde, além da cobertura de meio ambiente, educação, ciência, segurança pública, urbanismo e assuntos ligados à capital paulista e ao Estado de São Paulo. A editoria Internacional ganha a seção Histórias do Mundo, com curiosidades que acontecem em outros países. O caderno de Esportes mantém a cobertura dos principais campeonatos do País e dos grandes eventos mundiais.

O Caderno2, que na pandemia passou a se chamar Na Quarentena, se transforma no C2 - Cultura & Comportamento e abordará, além dos temas da área cultural (televisão, música, cinema, literatura, streaming, artes visuais e teatro), assuntos como turismo, gastronomia e receitas, compras e serviços, moda, arquitetura e decoração. Para aproveitar ao máximo o fim de semana, o leitor terá o Sextou!, com curadoria em roteiros de cinema, restaurantes, teatro, exposições, programas para crianças e shows.

Aos sábados, será publicado o novo caderno BE - Bem-estar, com conteúdo voltado para auxiliar o leitor a viver mais e melhor: saúde - com foco na prevenção -, alimentação saudável e nutrição, exercícios e saúde mental estarão entre os temas abordados.

O jornal também passa a publicar, diariamente, conteúdos propositivos e inspiradores, na seção Para fechar... Uma Boa História.

Para João Caminoto, diretor de jornalismo do Estadão, "esse processo de transformação que o jornal vem realizando é fruto de pesquisas que foram cuidadosamente realizadas para que mantivéssemos a tradição, mas, ao mesmo tempo, entregássemos mais modernidade ao nosso leitor".

Características técnicas, de legibilidade e usabilidade

As características técnicas do novo produto trazem ao público um formato mais moderno. Com mais efetividade, as páginas se encaixam melhor no campo de visão do leitor; em relação ao corpo da letra e a entrelinha ocorreu um aumento de tamanho, facilitando a legibilidade dos textos e potencializando a experiência de leitura; no que se refere à altura e à largura, o impresso mostra-se mais fácil de transportar e manusear. Além disso, as seções serão separadas em cores, o que facilita a identificação de cada assunto presente no Estadão.

Por meio das pesquisas realizadas, percebeu-se que o compartilhamento dos cadernos com a família é algo valorizado entre os leitores, e com o novo formato esta ação será reforçada, por causa do processo de modernização do projeto gráfico.

Novidades na publicidade

O formato dos anúncios se alterou para módulos - antes o espaço destinado era vendido em centímetros e colunas. Foram criados novos moldes para a publicidade, como lateral duplo, lateral simples e selo editorial. Em 2015, o jornal australiano Fairfax realizou um teste e comprovou que o anúncio no formato germânico tinha um impacto 50% maior, além de ser 22% mais efetivo. Para Paulo Pessoa, diretor executivo comercial do Estadão, "ao lançarmos um novo produto impresso, que segue as melhores práticas mundiais e com um conteúdo que conversa com o leitor de hoje, teremos uma base de clientes mais fiel e satisfeita. Adicionalmente, como passamos a usar um formato que também otimiza o impacto das ações publicitárias, proporcionamos às marcas um meio ainda mais efetivo para se relacionarem com o seu público-alvo", comenta Pessoa.

Campanha publicitária de lançamento

Com o lançamento do novo produto, nasce também o movimento "Eu penso com o Estadão", criado pela Lew'Lara/TBWA e apresentado por um time de sete colunistas do jornal: Adriana Fernandes, Eliane Catanhêde, Daniel Martins de Barros, Fernando Reinach, Leandro Karnal, Renata Cafardo e Sonia Racy. A iniciativa é a continuidade da campanha de posicionamento "Vem Pensar com a Gente", veiculada em 2020, que apresentou as mudanças pelas quais o veículo estava passando, reposicionando e modernizando a marca. A ação reforça o conceito de que o Estadão é a plataforma pessoal de informação das pessoas, convidando-as a pensar juntos, seja nos canais digitais, seja no novo impresso. A campanha é resultado de um projeto construído e desenvolvido por um grupo de profissionais de Comunicação e Marketing, composto pelas equipes do Estadão e Lew'LaraTBWA.

Para anunciar as novidades, ações on e offline começarão a veicular nacionalmente a partir do dia 10 de outubro.

Sobre o Estadão

Há 146 anos, o Estadão defende que o livre acesso à informação é uma ferramenta de transformação social.

O Estado de S. Paulo é o mais tradicional dos jornais do Brasil em circulação. Sob o nome original A Província de S. Paulo, a primeira edição foi veiculada em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império. O jornal cresceu e deu origem ao Grupo Estado - responsável pelo lançamento de diversas frentes comunicacionais.

Conhecida como empresa jornalística com muita credibilidade com os leitores e o mercado publicitário, a marca Estadão está presente em diversas plataformas para entregar cada vez mais conteúdo e informação de qualidade aos diferentes públicos e seguidores, com uma audiência que soma mais de 25 milhões de pessoas.

Em maio de 2021, o Estadão foi reconhecido como um dos principais jornais líder em circulação impressa no Brasil, em comparação a seus principais concorrentes, segundo dados do Instituto Verificador de Comunicação (IVC).

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: