Releases
06/11/2018 14:24

Companhias aéreas e ferroviárias têm adequado suas regras para o transporte de pets


São Paulo --(DINO - 06 nov, 2018) - Com a temporada de férias se aproximando, muitas famílias aproveitam os dias de descanso para desfrutarem de roteiros nacionais ou internacionais. Com as malas prontas, é chegada a hora de tomar uma importante decisão: levar o animal de estimação para a viagem ou deixá-lo hospedado em hotéis especializados em receber os pets.

Se a opção escolhida é levá-lo, o animal precisará passar por uma consulta com um médico veterinário antes de viajar, para receber aplicações de produtos antiparasitários adequados. Algumas doenças são transmitidas por vetores como pernilongos, mosquitos, carrapatos e pulgas, orienta Vininha F. Carvalho, editora da Revista Ecotour News (www.revistaecotour.tur.br).

Uma doença comum em regiões litorâneas brasileiras é a dirofilariose, que é causada por um verme transmitido pela picada de mosquito que se aloja no coração do animal. Quando uma fêmea deste mosquito pica um animal contaminado pela dirofilariose, ela pode transmitir a doença para cães e gatos saudáveis. Outra doença transmitida pela picada de flebótomos (também conhecido como "mosquitos-palha") é a Leishmaniose, doença causada pelo protozoário Leishmania spp.

Atualmente, o mercado de serviços dirigidos aos animais domésticos está cada dia mais sofisticado. Movidos pela concorrência, os hotéis, no Brasil e no exterior, oferecem um atendimento especial aos pets, buscando satisfazer as necessidades do hóspede, que deseja propiciar ao seu animal o que há de melhor em um desfrutando da viagem ao lado do seu melhor amigo, com conforto, elegância e organização.

"Quanto mais luxuoso for o hotel, mais atenção será dedicada ao animal. O hotel Pierre de Nova York criou uma recepção diferenciada para o check-in de cães. Na entrada os cães são saudados com um biscoito em forma de osso e com o nome do hóspede gravado. A comida pode ser escolhida a partir de um cardápio especial e servida em pratos de porcelana com motivos caninos", relata Vininha F.Carvalho.

A Starwood Hotels and Resorts, empresa americana detentora dos Sheraton, Westin e W, desde 2003 passou a aceitar cães com direito a massagem de uma hora com terapeuta especializado em animais.

O hotel Sutton Place, de Vancouver, oferece refeições para os cães e gatos dos hóspedes, com variedade de escolha, que vai do Alberta Tbone Steak ao filé de atum grelhado e coberto com uma camada de caviar. Para matar a sede, é servido água Evian. Na hora de dormir, os hóspedes recebem pipoca com essência de anchova para gatos, com direito a histórias de ninar. Passeios também estão disponíveis.

Ainda recente no Brasil, companhias aéreas têm adequado suas regras para o transporte de pets para trechos nacionais e internacionais. Mesmo assim, muitos passageiros desistem da ideia de levá-los para o passeio por conta de possíveis restrições no destino.

"Para quem for à Europa e estiver planejando viajar de trem, pode ficar tranquilo: a maioria aceita animais de estimação com seus tutores no vagão. No caso de cachorros, na França, se o pet for pequeno, com peso abaixo de 6 kg, o viajante poderá transportá-lo em carregadores apropriados durante toda a jornada. Mas, se o animal tiver mais de 6 kg, então ele terá de ficar em uma coleira com focinheira, até o final do percurso", informa Vininha F. Carvalho.

Já em trens noturnos franceses, a regra é mais tranquila. Se nenhum passageiro se opuser, as companhias permitem que o bicho de estimação seja transportado livremente com seu dono na cabine.

Aves, coelhos, hamsters e outros tipos de animais de estimação de pequeno porte também são aceitos nos trens.

Entre todas as companhias ferroviárias que atuam na Europa, apenas nos trens para travessia do canal da Mancha, de França a Londres, e vice-versa não é possível levar animais de estimação.

No geral, as regras de transporte de pets variam de acordo com cada empresa e é importante que o viajante atente-se, inclusive, para as normas de pagamento de tarifa para os animais.

No Brasil, por meio da rede de agências de viagens credenciadas o viajante pode adquirir bilhetes para seu passeio de trem pela Europa e obter mais detalhes sobre os percursos.

Abaixo, a relação de alguns trechos em que animais de estimação são bem-vindos:

* Thalys - Paris/Bruxelas-Alemanha/Irlanda

* ICE - Paris/Bruxelas-Alemanha e em rotas domésticas da Alemanha

* TGV França/Itália - Paris-Milão

* TGV França/Espanha - Paris-Figueres (apenas animais com menos de 6kg)

* TrenItalia - trechos domésticos italianos

* Trens noturnos - toda a rota noturna (pets são permitidos com seus donos apenas em cabines individuais)

* Elipsos - trens noturnos entre França e Espanha (aceita animais cabines individuais reservadas)



Website: http://www.revistaecotour.tur.br

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos