Releases
25/01/2019 12:19

Cresce o número de inadimplentes no Brasil em 2018


Belo Horizonte--(DINO - 25 jan, 2019) -
Segundo informações fornecidas pelo Indicador de Inadimplência da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em 2018 o Brasil encerrou o ano com um avanço de 4,41% de contas em atraso em comparação ao ano de 2017. Essa foi a maior elevação do últimos 6 anos, quando a inadimplência cresceu 6,8%.

O estudo realizado pela área de Decision Analytics da Serasa Experian em junho de 2018, revelou que as dívidas até o momento haviam alcançado um montante de R$ 273,4 bilhões, com média de quatro dívidas por CPF, totalizando R$ 4.426,00 por pessoa.

A taxa de inadimplência indica o percentual de operações financeiras com atraso superior a 90 dias em relação ao saldo total. Sendo assim, são considerados como inadimplentes, somente pessoas que possuem o pagamento em atraso com mais de 90 dias.  

 

O que acontece quando altas taxas de inadimplência atingem uma empresa?

No ano de 2018, a taxa de inadimplentes no mercado aumentou cerca de 1,98%, colocando cerca de 1,2 milhões de novos nomes a lista de devedores.

As empresas que não estão preparadas para implantar novos sistemas de pagamento e realizarem mudanças são afetadas diretamente. O primeiro a sentir o impacto é a estruturação do planejamento financeiro.

Caso a empresa não tenha realizado um planejamento financeiro com gerenciamento de crise, o investimento será afetado de forma direta, prejudicando o bom funcionamento do negócio.

Não tem como manter uma empresa sem o giro de recursos financeiros. Com as altas taxas de inadimplência, será necessário redirecionar o capital de um projeto para o outro. Caso não seja resolvido o problema de forma definitiva, os fundos se esgotarão.

 

Dívidas de pessoas físicas

Ao contrário do ano de 2017, onde houve uma queda de 2,7% no volume de dívidas em nome de pessoas físicas, o ano de 2018 apresentou uma alta de 2,75% no mesmo indicador.

 

Controle da inadimplência

Para contornar a inadimplência os gestores têm acompanhado o fluxo de caixa da empresa e investido em estratégias para a atração e satisfação do cliente, oferecendo descontos e benefícios para incentivar o pagamento das contas em dia.

A elaboração de relatórios mensais possibilitam a visualização da saúde financeira da empresa de forma simplificada. Através da interpretação desses relatórios, é possível identificar quais são os problemas que levam ao atraso dos pagamentos e acompanhar o índice de inadimplência para desenvolver estratégias para a diminuição dessa taxa.

Calcule o índice de inadimplência

O índice de inadimplência é calculado no varejo considerando os pagamentos que estão atrasados a mais de 90 dias e menos de 180. Para Realizar o cálculo de inadimplentes existe uma fórmula. Conforme será mostrada a seguir:

TI=T90/TT

Considere TI como taxa de inadimplentes, T90 como total de débitos pendentes com 90 a 180 dias de atraso e TT como o total cobrado durante o mesmo período.

Veja o exemplo de como calcular a taxa de inadimplência para facilitar o entendimento. Será usado o mês de dezembro de 2018 para o passo a passo:

Passo 1: Selecione quais são os meses que em dezembro se encontram com mais de 90 dias de atraso e menos de 180 dias.

Junho (180 a 151 dias de atraso em relação a dezembro)

Julho (150 a 121 dias de atraso em relação a dezembro)

Agosto (120 a 90 dias de atraso em relação a dezembro)

Passo 2: Selecione o valor total das cobranças emitidas com vencimento em cada um dos meses.

Junho: R$ 3.000,00

Julho: R$ 3.200,00

Agosto: R$ 4.500,00

Total: R$ 10.700,00 (TT)

Passo 3: Selecione o valor total de inadimplência dos meses selecionados.

Junho: R$ 430,00

Julho: R$ 520,00

Agosto: R$ 610,00

Total: R$ 1.560,00 (T90)

Coloque todos os números na fórmula:

TI=T90/TT

TI= 1.560,00/10.700,00

TI= 0,145 ou 14,5%

Sendo assim, a taxa de inadimplência no mês de dezembro de 2018 é de 14,5%.

O percentual encontrado é um indicativo do estágio de inadimplência em que a empresa se encontra. Taxas acima de 10% já apresentam riscos para a manutenção do negócio.

 

O que as empresas têm feito para contornar a inadimplência?

As empresas, no intuito de contornar a inadimplência buscam no mercado maneiras mais atrativas de pagamento para disponibilizar aos clientes, além da prática de atitudes simples que podem influenciar de maneira direta, são elas:

 

1. Pagamento recorrente

O pagamento recorrente é um estilo de transação financeira que acontece através da realização do débito automático no cartão de crédito do comprador, que autoriza a empresa a realizar a cobrança de forma direta seguindo a periodicidade acordada.

São características dessa forma de pagamento:

Otimização no tempo da cobrança: pagamento realizado de forma automática.

Comodidade: não há necessidade de conferência junto ao banco para confirmar as transações realizadas.

Redução da inadimplência: o recebimento é garantido, ocasionando a redução considerável de mais de 30% do índice de inadimplência;

Garantia de recebimento dos valores acordados: no dia do vencimento o dinheiro é debitado no cartão do cliente. A dívida passa a ser entre o banco e o cliente.

 

2. Descontos na antecipação de pagamentos

O pagamento antecipado é um recurso para atrair a atenção do consumidor. O oferecimento de descontos planejados é mais vantajoso do que o risco de uma cobrança não paga.  Transforme o seu fluxo de caixa em prioridade!

A opção de promoções e planos semestrais ou anuais, mesmo com os descontos, garantem o recebimento de uma quantidade considerável nos meses iniciais, permitindo o planejamento de gastos futuros.

 

3. Use lembretes

Uma estratégia bastante eficiente e de simples execução é o envio de SMS e e-mails avisando que o pagamento deve ser efetuado em 5 dias ou períodos menores, reforçando o dia do vencimento.

Alguns softwares de pagamento disponibilizam o recurso de envio de mensagens de forma automática, assim as empresas otimizam o seu tempo e evitam erros de cobrança indevidas.

Essa é a proposta de mercado da startup mineira Galax Pay especializada em soluções de pagamento digital. Focada em receita recorrente a empresa tem auxiliado centenas de empresas a superar a inadimplência. Visite o site da empresa!

 



Website: http://galaxpay.com.br

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: