Releases
25/06/2020 11:11

Índice de criptoativos da gestora Hashdex começa a ser publicado pelo Broadcast


Desde segunda-feira (22 de junho), o Broadcast, um dos maiores veículos do País de divulgação de informações financeiras, começa a distribuir dados e projeções sobre o Hashdex Digital Assets Index (HDAI). O índice foi criado pela gestora Hashdex como referência ao mercado de criptoativos e, desde junho de 2019, é distribuído pela bolsa americana Nasdaq.

O Broadcast é destinado para investidores que realizam operações no mercado de ações, com informações online e em tempo real, além de ferramentas profissionais para tomada de decisões rápidas e precisas. A publicação do índice HDAI no sistema chega para auxiliar os investidores interessados em negociações de criptomoedas.

Sobre o HDAI

O índice é composto por 16 ativos: Bitcoin, Ether (da rede Ethereum), XRP (Ripple), Bitcoin Cash, Bitcoin SV, Litecoin, EOS, Binance Coin, Tezos, TRON, Stellar Lumens, Chainlink, Ethereum Classic, NEO, Dash e ATOM (da rede Cosmos). Cada um com percentuais distintos, que variam de acordo com a representatividade das moedas no mercado.

O primeiro funil na definição dos constituintes do HDAI está na escolha dos ambientes de negociação. A partir de critérios objetivos, a Hashdex analisou centenas de exchanges de criptoativos para selecionar somente as mais importantes e seguras. Na última análise de exchanges, que é feita anualmente, foram selecionadas nove. Este filtro reduziu um universo de milhares de criptoativos para 330 ativos no último rebalanceamento.

O segundo filtro é uma camada mais importante para a segurança e para que investidores institucionais consigam replicar o índice. Somente ativos suportados por custodiantes regulados e analisados pela Hashdex são elegíveis a contribuir para o HDAI. Atualmente são três custodiantes aceitos. Outra regra básica de elegibilidade é que o ativo precisa ter seu preço flutuando livremente ao invés de estar preso ao preço de outros ativos (como será o caso da libra, do Facebook, e do Yuan digital, da China).

Finalmente, aplica-se um filtro de liquidez: somente ativos com pelo menos US$ 4 milhões de volume médio diário podem entrar no índice. Essa regra é importante pois volume real de negociação, além de reforçar a legitimidade dos ativos, garante que um investidor institucional consiga replicar o índice sem movimentar o mercado significativamente.

Essa sequência de filtros define o que a Hashdex denomina de universo de ativos elegíveis ao índice. Atualmente, em torno de 34 ativos compõem este universo. A partir disso, aplica-se um critério de relevância, que seleciona somente ativos que representem mais de 0,25% do valor de mercado total. Este filtro elimina ativos que, embora façam parte do mercado, não teriam impacto relevante no nível do índice e terminariam por somente aumentar os custos de transação dos fundos que perseguem o HDAI.

Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos