Releases
14/06/2017 19:02

Acelera MGTI gradua startups do ciclo 2016/2017


Belo Horizonte, MG--(DINO - 14 jun, 2017) - Os empreendedores finalizaram essa etapa com a missão cumprida, compartilharam as lições aprendidas e listaram os desafios que terão pela frente, no evento de graduação conduzido pela gestora do Acelera MGTI, Flávia Guerra, e pelo diretor de Empreendedorismo da Fumsoft, Wilson Caldeira. A comemoração foi brindada com pizza & beer, no Café Bar Roda de Ideias, no dia 30 de maio.

#GradueiAqui ? A Conciliadora, plataforma que realiza de forma automatizada a conciliação de vendas em cartão de crédito de varejistas e e-commerce, cresceu de forma exponencial e encerrou a sua participação no programa com a conquista de 600 clientes, 50 novos a cada mês. "Entramos na aceleradora com o objetivo de iniciar as vendas com rapidez. No entanto, aprendemos logo no início sobre a importância do ato de planejar para alcançar os resultados esperados", comenta o analista sênior, Alnio Helenio. Automatizar os processos, expandir os canais de venda para todo o país para alcançar 10.000 clientes, até 2020, são as metas da Conciliadora.

Conectar profissionais liberais e empresas de contabilidade, tornando a gestão do livro caixa mais ágil e inteligente, com economia de até 40% de impostos na declaração de IRPF. Para colocar em prática essa proposta de atuação inovadora, a ContSelf teve que mudar o modelo de negócio e ajustar seu produto. A missão agora é estruturar o processo comercial, escalar o produto e buscar parcerias estratégicas. "O processo de aceleração foi essencial, conseguimos expandir o negócio, conquistamos um investimento anjo e aprendemos a não desistir do nosso sonho", acrescentou Eduardo Ferreira, um dos fundadores da startup.

A Homix, uma plataforma online destinada a serviços e reparos de imóveis residenciais e comerciais, encerrou a fase da graduação com 32 clientes B2B, em Belo Horizonte, 2 em São Paulo, com 20% de crescimento ao mês, 600 solicitações de serviço, e com mais de R$200.000,00 transacionados em serviços. "Quando entramos no Acelera tínhamos em mente que o negócio já estava pronto para iniciar as operações. Mas, vimos que não era bem assim. O principal aprendizado desse processo foi a mudança de mindset. Tivemos que mudar de postura para conseguirmos colocar o negócio para rodar, adquirir clientes e gerar receita", pontuou o CEO Thiago Pereira. A meta é escalar o negócio, torná-lo financeiramente viável, e levá-lo para novas cidades.

Reduzir vendas perdidas no comércio, a partir da identificação e análise das causas de perda de vendas nos PDVs. A partir dessa ideia, a Rectrix definiu e validou seu modelo de negócio, a precificação, conseguiu se inserir no mercado varejista de Belo Horizonte e de redes nacionais. "O programa de aceleração foi fantástico e as mudanças significativas. Aprendemos muito com os mentores, com o grupo de startups e com os nossos próprios erros. Vender não é o principal desafio, mas atender as demandas do mercado com agilidade", observa o CEO Thiago Meira.

A Virturian levou para o mercado uma solução que previne quebras de equipamentos industriais e paradas inesperadas de produção, e teve seu produto e tecnologia mais validados, com resultados identificados na Gerdau e na Ambev. Recebeu dois investimentos financeiros de outros processos de aceleração e, atualmente, está fechando uma rodada de investimento. Simplificar o processo de entrega do produto e comercializá-lo para grandes empresas são os principais objetivos da startup. "É uma jornada que vale a pena, aprendemos que as conquistas estão ligadas ao nosso esforço", ponderou o CEO Rafael Costa.

Fundada por dois engenheiros que atuaram no Google, no núcleo da web (Google Search e Google Ads), a WorlSense ajuda publishers a monetizarem seus conteúdos através da descoberta de links patrocinados. A startup encerra seu ciclo no Acelera MGTI com uma rede de publishers, entre eles, está o TecMundo, Estado de Minas, IDG, Grupo Abril. Nesse período, o time da WorlSense cresceu de 7 para 14 pessoas, conquistou a primeira vendedora e novos anunciantes. A meta é escalar o processo de vendas e a parte tecnológica. "A aceleradora propícia a exposição das startups e isso contribui para o networking e o fechamento de negócios", enfatizou Diego Nogueira.

#UmaConquistaDeTodos ? A iniciativa da aceleradora é chancelada pelas entidades participantes do programa MGTI, por instituições públicas, investidores, membros da academia e patrocinadores. "O Acelera MGTI tem um dos melhores track record do Brasil, mas não chegaríamos nesse nível sem a contribuição dos nossos apoiadores como a Anprotec, Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, Sebrae, Fiemg, Cemig Telecom, INDI e PUC Minas. Não tenho dúvidas de que as startups graduadas irão contribuir com o ecossistema de TI de Belo Horizonte e de Minas Gerais", mencionou o presidente da Fumsoft, Leonardo Fares.

Para o Superintendente do Sebrae Minas, Afonso Maria Rocha, é uma alegria e uma obrigação participar do evento em virtude da parceria com o MGTI. "O Sebrae busca o desenvolvimento de Minas Gerais através dos pequenos negócios. Também vem atuando, diretamente, no ecossistema de startups com o Sebrae Lab e em projetos na área de TI. Esse movimento nos agrada muito, porque tem um caráter inovador, disruptivo, e foge do modelo adotado pelas empresas convencionais", acrescentou.

Representando a PUC Minas e o Centro de Inovação da Microsoft, Sandro Jerônimo de Almeida, ficou impressionado com o nível de maturidade dos projetos. "Conheço outros programas e percebo que as startups não chegam nesse patamar. Vejo a continuidade do trabalho que foi iniciado em sala de aula."

Os representantes da Gerência de Promoção de Investimentos do INDI, Cláudio Luis dos Santos e José Érico Rocha Lima, tiveram a oportunidade de conhecer o perfil das startups formadas no programa Acelera MGTI. "O INDI é a agência de promoção de investimento e comércio exterior de Minas Gerais. A Agência realiza consultoria gratuita aos investidores, apoia o desenvolvimento das empresas instaladas no Estado e auxilia as empresas que querem exportar ou importar. Tudo realizado em conjunto com os demais integrantes que tratam de desenvolvimento econômico em Minas Gerais", explicou.


Website: http://www.fumsoft.org.br/noticias/acelera-mgti-gradua-startups-do-ciclo-20162017

Copyright © 2021 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos