Releases
24/08/2017 16:45

Como o ballet ajuda no desenvolvimento da criança


Rio de Janeiro, RJ--(DINO - 24 ago, 2017) - O ballet é uma das atividades mais recomendadas e praticadas por crianças. A dança é considerada bastante completa, além de contribuir para o crescimento infantil. Saiba como o ballet ajuda no desenvolvimento da criança .

Segundo Nelma Darzi, diretora artística da Petite Danse , o ballet combina atividade física com música, teatro e desenvolvimento da coordenação motora, fazendo da dança uma das atividades mais comuns para os pequenos. "Ele também ajuda a desenvolver a concentração, o equilíbrio e a postura, essenciais para várias outras atividades que as crianças realizam".

Nelma lembra que aulas de ballet são momentos de intensa socialização e o lugar perfeito para fazer amigos que apresentam interesses em comum. "Crianças mais tímidas podem encontrar no ballet a forma perfeita para se expressar e adquirir autoestima, uma vez que a dança contribui muito para o autoconhecimento".

O ballet também contribui com o desenvolvimento da sensibilidade das crianças, o que as ajuda a se expressarem melhor. "Muitas crianças encontram no ballet uma forma para se comunicar e expressar seus sentimentos. A dança pode auxiliá-los com isso também".

A diretora também lembra que, como o ballet ajuda a queimar calorias, ele também costuma ser indicado para crianças com sobrepeso. Segundo ela, nada melhor do que estimular a criança a realizar uma atividade aeróbica considerada divertida e que ainda ajuda no desenvolvimento dos músculos, contribui para a correção postural e para a formação da coluna.

O ballet também ajuda no aumento de flexibilidade, resistência física, agilidade, equilíbrio e reflexos, contribuindo enormemente para qualquer outra atividade física que a criança venha a desenvolver no futuro. "Além disso, todas essas características também contribuem para que a criança vá bem na escola, tornando-a muito mais concentrada e disciplinada", completa Nelma.

Ela ainda comenta que crianças com sintomas de estresse e ansiedade muitas vezes encontram no ballet uma forma de superar esses problemas, pois esta é uma atividade que ajuda a liberar endorfina, levando a uma sensação de relaxamento que faz bem não só para o corpo, como também para a mente. "Há muitos psicólogos infantis recomendando o ballet como auxílio à terapia convencional", lembra.

Nelma finaliza comentando que, quanto mais cedo a criança começa a praticar ballet, mais facilmente ela pode se desenvolver na dança. "O ideal é começar entre 3 e 4 anos, época em que o sistema psicomotor da criança começa a ter mais facilidade para entender e fixar melhor os movimentos e os exercícios da dança", completa.

Website: https://www.petitedanse.com.br/
Para ver esta notícia sem o delay contrate um dos produtos Broadcast e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos