PR Newswire Economia
10/09/2020 17:44

Relatório semestral da Shanghai Electric mostra grande crescimento na demanda por energia renovável


Relatório semestral da Shanghai Electric mostra grande crescimento na demanda por energia renovável

PR Newswire


XANGAI, 10 de setembro de 2020 /PRNewswire/ -- Shanghai Electric (SEHK: 02727, SSE: 601727), líder mundial na fabricação e fornecimento de equipamentos de geração de energia elétrica, equipamentos industriais e serviços de integração, divulgou recentemente seu Relatório Financeiro Semestral de 2020.


Principais conclusões do relatório financeiro semestral 2020 da Shanghai Electric

  • Aumento da receita bruta ano a ano de 0,53%
  • Aumento combinado de novos pedidos de equipamentos de energia, serviços de integração e equipamentos industriais de 40,75%
  • Aumento nos pedidos de energia eólica de 505,84%
  • Foco crescente no setor de digitalização industrial e desenvolvimento de cidades inteligentes

Representando crescimento de 0,53%, o aumento da receita bruta de quase RMB 280 milhões foi marcado por um grande número de novos pedidos de equipamentos de energia, serviços de integração e equipamentos industriais. O maior crescimento foi observado em novos pedidos no setor de equipamentos de energia, que mais que duplicaram desde o mesmo período em 2019, para mais de RMB 52 bilhões. Para os outros setores importantes, o equipamento industrial registrou RMB 27 bilhões em novos pedidos e os pedidos de serviços de integração aumentaram em RMB 2 bilhões a partir do primeiro semestre de 2019, para quase RMB 29 bilhões em novos pedidos.


Sustentando o grande crescimento do setor de equipamentos de energia nos primeiros 6 meses de 2020, novos pedidos de novos equipamentos de energia saltaram para RMB 47 bilhões. Utilizados principalmente no armazenamento de energia e na produção de eletricidade por meio da energia solar, eólica e biomassa, esses pedidos de equipamentos representaram cerca de 80% do total do setor. Os 20% restantes foram para a produção tradicional de energia a partir de carvão, gás e energia nuclear.


Dentro da nova energia, os pedidos de equipamentos de energia eólica aumentaram 505,84% com relação ao ano anterior. Esse aumento foi em parte devido a avanços tecnológicos no desenvolvimento e produção da turbina eólica operacional de mais alta capacidade da China, a turbina offshore de 8MW-167, e o anúncio em junho da intenção do Grupo de fazer um IPO de sua divisão de energia eólica. Além da energia eólica, a Shanghai Electric também tem se concentrado em equipamentos de energia nuclear, com aumento registrado de 244,8% de novos pedidos no primeiro semestre de 2020. Todos esses desenvolvimentos refletem o foco da Shanghai Electric em capturar o enorme mercado emergente de soluções de energia nova e renovável.


Além das energias renováveis, a Shanghai Electric também está focada na engenharia do futuro das cidades inteligentes. Identificando quatro principais áreas técnicas a serem transformadas, o Grupo tem trabalhado com autoridades governamentais locais e outros grandes parceiros locais para tornar realidade as cidades inteligentes. Por meio da construção da cidade, do fornecimento, da fabricação e do transporte de soluções inteligentes de energia, a Shanghai Electric está pronta para desempenhar um papel fundamental no desenvolvimento das futuras cidades inteligentes da China.


Devido a esse foco, o desenvolvimento em fabricação, transporte e serviços inteligentes também aparece no Relatório Financeiro Semestral do Grupo, com aumento em novos pedidos de serviços e engenharia de transporte inteligente de mais de 3.716%, chegando a RMB 2,2 bilhões. Composto por quatro áreas principais de serviços digitais: nuvem, cadeia de suprimentos, e-commerce e contratos inteligentes, o Grupo lançou a premiada plataforma de internet industrial SEunicloud, buscando acelerar a evolução do trabalho e reequipar o setor de energia.


Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1190744/Logo.jpg


FONTE Shanghai Electric

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: