Política
18/11/2023 12:47

Especial: Distribuidoras de energia reforçam equipes em SP, à espera de temporal


Por Wilian Miron

São Paulo, 17/11/2023 - Para fazer frente à previsão de um novo temporal em São Paulo durante este fim de semana, as distribuidoras de energia que atuam no Estado reforçaram suas equipes de plantão. A medida acontece após as fortes chuvas no dia 3 danificarem a rede elétrica em diversas regiões, sendo que 4,1 milhões de pessoas ficaram sem eletricidade.

Alerta da Defesa Civil e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informa que o Estado pode ter uma virada no clima entre hoje e amanhã, com a temperatura despencando 14ºC. Também há previsão de chuva forte e rajadas de vento que podem ultrapassar os 100 quilômetros por hora (km/h) e queda de granizo. Os acumulados de chuva para a região podem chegar a 150 milímetros.

Acossada pela repercussão negativa de sua atuação para restabelecer a energia a consumidores afetados em sua área de concessão, após o último evento climático adverso no início do mês, a Enel estabeleceu a mobilização máxima de suas equipes de campo.

A medida busca recomposição mais rápida de trechos da rede que venham a ser afetados, na tentativa de evitar a repetição da demora do primeiro incidente, quando algumas localidades só tiveram o serviço restabelecido após uma semana. Na quinta-feira, 16, o diretor-presidente da empresa, Nicola Cotugno, afirmou que manteria 1,2 mil equipes em prontidão para agir, caso seja necessário.

Outro ponto que gerou extensas críticas foi a comunicação com os clientes, que tiveram dificuldade para relatar problemas com falta de luz e obter informações sobre o andamento da recomposição das redes. Desta vez, a empresa promete melhorar o atendimento, com reforço nos canais digitais e a abertura de um serviço emergencial pelo número 27373, para envio de SMS.

As demais concessionárias que atuam no Estado também se organizaram para uma possível emergência. A Neoenergia Elektro, que atua na região litorânea dos Estado, disse que reforçou seu contingente de técnicos para atuação em campo, e das equipes de atendimento à população. “A empresa está monitorando a previsão do tempo e posicionando estrategicamente suas equipes nos locais onde a previsão de impacto pode ser maior com o objetivo de minimizar os efeitos aos seus clientes”, disse.

A CPFL Energia dobrou a quantidade profissionais para atender aos clientes e, consequentemente, ampliou a capacidade de linhas telefônicas. A empresa também informou que em caso de contingência, equipes de outras regiões da área de concessão, quando necessário, serão realocadas para atuar em municípios em situação crítica. Serão 2 mil equipes disponíveis entre próprias e terceirizadas e aproximadamente 6 mil pessoas. “Além disso, todas as equipes internas e parceiras estão prontas para atuar rapidamente no restabelecimento de energia dos clientes”.

Com atuação em outra parte do Estado, a EDP também reforçou seu quadro de equipes no fim de semana, e promete atuar em conjunto com a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros das áreas em que atua. No planejamento elaborado pela empresa, em caso de danos à rede, o atendimento prioritário acontecerá em regiões nas quais existem unidades de saúde, de segurança pública, e serviços essenciais como escolas e creches.

Já a Energisa informou que tem investido em ações preventivas, com a substituição de equipamentos, além da preparação de suas equipes para atender as ocorrências. “Na última semana tivemos um seminário de atuação preventiva em eventos climáticos severos, em parceria com órgãos regionais da Defesa Civil e prefeituras, apresentando o nosso plano operacional de contingência e reforçando as parcerias para atuação conjunta nessas situações de temporais”.

Contato: wilian.miron@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast Político e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso