Economia & Mercados
21/06/2024 19:21

Scania confirma investimento de R$ 2 bi até 2028; foco será eletrificação


A Scania confirmou nesta sexta-feira, 21, que vai investir R$ 2 bilhões no Brasil entre 2025 e 2028. O anúncio formal do novo ciclo de investimentos foi feito durante a reunião, na fábrica da montadora em São Bernardo do Campo (SP), com o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, que já tinha antecipado os novos aportes do grupo sueco na quarta-feira.

A fabricante de caminhões e ônibus termina neste ano um ciclo de R$ 1,4 bilhão iniciado em 2021, cujos recursos foram direcionados, entre outros projetos, para a produção de motores a gás e biometano, o lançamento de uma nova geração de ônibus e a ampliação da capacidade de produção de motores. O presidente e CEO da operação industrial da Scania, Christopher Podgorski, ressaltou que o foco dos novos investimentos será na eletrificação dos veículos.

Segundo Podgorski, dentro das alternativas de descarbonização desenvolvidas pela empresa, o motor elétrico vai complementar as soluções já disponíveis na linha de ônibus, caso dos propulsores movidos a gás e biometano e biodiesel. "O inimigo único e comum a todos é o carbono. Para abatê-lo, considerando um país de dimensão territorial como o Brasil, seu tamanho de frota e matriz energética, é fundamental abraçar múltiplas tecnologias", declarou o executivo.

Em março do ano que vem, a Scania começará a produzir chassis para ônibus elétricos na fábrica de São Bernardo do Campo, um projeto no qual são investidos R$ 60 milhões. A previsão é manter o nível de produção atual, de onze chassis produzidos diariamente, mas com três unidades eletrificadas. Os chassis de ônibus elétricos a serem produzidos pela Scania no ABC paulista já são comercializados na Europa.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2024 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso