Economia & Mercados
13/08/2021 20:22

Correção: Orizon tem prejuízo de R$ 39,1 mi no 1º semestre com gastos de IPO


Att. Srs. Assinantes

A nota enviada anterioremente tinha um erro no título e no primeiro parágrafo. A Orizon teve prejuízo de R$ 39,1 milhões no primeiro semestre, e não no segundo trimestre, como estava escrito. Segue o texto corrigido.


Com gastos não recorrentes da abertura de capital realizada no começo deste ano, a Orizon Valorização de Resíduos registrou prejuízo líquido de R$ 39,126 milhões no primeiro semestre deste ano, revertendo lucro de R$ 15,860 milhões do mesmo período do ano passado. Os resultados operacionais, porém, mostraram avanços no segundo trimestre.

Em balanço divulgado na noite de quinta-feira, a companhia, sediada no Rio, destacou o crescimento de 22,9% no Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) frente ao mesmo período de 2020, atingindo a marca de R$ R$ 37,6 milhões. A margem Ebitda foi de 40,5%.

A receita operacional líquida atingiu R$ 92,7 milhões, crescimento de 1,7% em relação ao segundo trimestre de 2020, desconsiderando créditos de carbono.

Segundo a companhia, as operações de energia, biogás e créditos de carbono geraram receita de R$ 12,3 milhões no segundo trimestre. A receita de energia a partir do biogás cresceu 19,5% no período, em função do aumento de número de motores no ecoparque de Candeias. Já o volume de crédito de carbono foi 6,7% superior ao mesmo período do ano Passado.

"O segundo trimestre contou com um aumento de 2% no volume de resíduos sólidos recebidos em nossos ecoparques em relação ao mesmo período do ano passado. Com mais matéria prima, também anunciamos novos investimentos, como a maior Unidade de Triagem Mecanizada da América Latina (UTM), que será construída em nosso ecoparque de Candeias, na cidade Jaboatão dos Guararapes. Será um negócio de R$ 70 milhões", disse Milton Pilão, presidente da empresa.
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2022 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Siga nossas redes: