Economia & Mercados
23/06/2020 14:08

Itaú/Bracher: incêndios estão 60% maiores na Amazônia; Precisamos nos mover contra isso


Por Aline Bronzati e André Ítalo

São Paulo, 23/06/2020 - O presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher, chamou a atenção para a necessidade de a sociedade se mover contra os incêndios na Amazônia. "Estamos vendo a Amazônia com incêndios 60% maiores que no ano passado. Precisamos em quanto sociedade nos mover contra isso", defendeu ele, durante debate virtual, na abertura do CIAB, tradicional feira de tecnologia bancária, promovida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Ontem, embaixadas do Brasil na Europa receberam carta de um grupo formado por 30 instituições financeiras, a maioria escandinavas, que ameaçam tirar seus recursos do País, se o governo não trabalhar para deter o desmatamento. A carta ganhou espaço no jornal britânico Financial Times.

Em um momento de fragilidade do País em meio à pandemia do novo coronavírus, segundo Bracher, surgem outros 'perigos' que precisam ser endereçados. O principal dele, destacou, é o ambiental. "As consequências podem vir de maneira mais lenta do que as da covid-19. São consequências mais duradouras e difícil de reverter", alertou o presidente do Itaú.

Ele também avaliou como importante os bancos publicarem um balanço coletivo do impacto social e ambiental que geram no País. Para Bracher, a sociedade percebeu que o setor faz muito por ela na crise, mas que é possível 'fazer ainda mais'.

Contato: aline.bronzati@estadao.com e andre.italo@estadao.com
Para ver esta notícia sem o delay assine o Broadcast+ e veja todos os conteúdos em tempo real.

Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos