Agência CEBDS
26/08/2019 13:53

CLIMATE WEEK REFORÇA NECESSIDADE DE RESPEITO A ACORDOS CLIMÁTICOS



No terceiro dia da Semana do Clima para a América Latina e Caribe na capital baiana, nesta quarta-feira (21), no Salvador Hall, autoridades nacionais e internacionais ressaltaram a importância de um esforço conjunto da sociedade civil para o cumprimento das metas de preservação do meio ambiente. A programação do dia foi aberta pelo diretor sênior de Políticas e Coordenação de Programas de Mudança Climática da ONU, Martin Frick, com as presenças do prefeito ACM Neto e do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.



“O Brasil precisa exercer um papel regional e global na questão do combate às mudanças climáticas além de questões políticas e ideológicas”. Foi com esse clamor, que o prefeito de Salvador, ACM Neto, abriu oficialmente a Semana do Clima da América Latina e Caribe.



O prefeito também destacou que o que está em jogo é o destino do planeta e a sobrevivência da espécie humana. “Nos últimos cinco anos tivemos recordes de temperatura. A mudança climática é um fenômeno que arrasa economias, cidades e pessoas. Todos os esforços precisam ser feitos para que até 2100 não ultrapassemos o limite de 1.5° proposto pelo IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas”. 



O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, adotou um discurso ponderado e afirmou que o governo federal está alinhando sua política de combate às mudanças climáticas para aproveitar as oportunidades de desenvolvimento. “Essa reunião consolida a preocupação com o tema. Para além dos riscos, as mudanças climáticas também trazem oportunidades de desenvolvimento econômico que devem ser aproveitadas”, destacou.



O diretor sênior da UNFCCC, Martin Frick, reforçou que as bases do Acordo de Paris são os comprometimentos nacionais. “O que temos hoje não é mais suficiente. Trabalho com o tema a anos e o que previmos há 10 anos para o cenário 20150 está acontecendo agora. Precisamos de mudanças extremas para alcançarmos os objetivos”



Frick falou sobre a “paternidade” da COP do Clima e da Biodiversidade. “Essas convenções nasceram neste país, a partir da Rio 92. Somos filhos do Brasil e temos orgulho disso”, celebrou, ao mesmo tempo que anunciou que, dos cinco mil inscritos para a conferência, houve uma equidade de gênero nos participantes. “Somos 2,5 mil homens e 2,5 mil mulheres participando desse evento.



Martin Flick também aproveitou para agradecer pela recepção da capital baiana à realização da Semana do Clima. “Estão reunidas aqui 72 nações discutindo ações para a preservação do planeta. Só posso reconhecer ao governo federal e à Prefeitura a organização deste evento grandioso e que é verdadeiramente regional. Obrigado em nos receber nesta cidade maravilhosa”.



Pacto para a Amazônia



Sobre a situação da Amazônia, o prefeito defendeu um pacto de todas as autoridades da sociedade civil pela preservação da região. “Sou absolutamente comprometido com a agenda ambiental. Temos uma biodiversidade da Amazônia que é estratégica, acho que o Brasil deve conduzir tudo na base do diálogo, mas o centro cerne da questão é a Amazônia, que está sob a nossa tutela e cuidados, é o pulmão do mundo e a gente não pode desconsiderar a sua importância para a manutenção do equilíbrio climático do planeta”, afirmou.



CEBDS na Climate Week



O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) participa da Semana do Clima da América Latina e Caribe com uma série de eventos destacando o protagonismo do setor empresarial em iniciativas de mitigação e adaptação às mudanças climáticas.



Para saber mais, clique aqui.

Copyright © 2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Estado.

As notícias e cotações deste site possuem delay de 15 minutos.
Termos de uso
Inscreva-se!
Receba no seu email newsletters e informações sobre nossos produtos